Jogos do SPFC

  • seg
    22
    maio
    2017

    SPFC 2x0 Avaí

    20h, Morumbi (Brasileirão)


    SÃO PAULO 2 x 0 AVAÍ
    Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
    Data: 21 de maio de 2017, segunda-feira
    Horário: 20 horas (Brasília)
    Árbitro: Caio Max Augusto Vieira – RN (CBF)
    Assistentes: Flavio Gomes Barroca e Vinicius Melo de Lima, ambos RN (CBF)
    Público: 12.427 torcedores; Renda: R$ 311.239,00
    Cartões amarelos: Thiago Mendes (SAO); Betão e Luan (AVA)
    GOLS: SÃO PAULO: Lucas Pratto, aos nove minutos do primeiro tempo, e Luiz Araújo, aos 5 da segunda etapa
    SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini, Lugano, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes (Thomaz) e Cícero; Cueva (João Schmidt), Marcinho (Luiz Araújo) e Lucas Pratto
    Técnico: Rogério Ceni
    AVAÍ: Kozlinski; Leandro Silva, Betão, Alemão e Capa; Luan, Judson (Simião), Diego Tavares (Lourenço) e Marquinhos (Iury); Denílson e Romulo
    Técnico: Claudinei Oliveira

     


    - LUCAS PRATTO: Tem uma característica do argentino que chama nossa atenção e o torna o grande destaque do elenco: regularidade. Perceba que Pratto joga muito sério, nunca pipoca, busca o jogo toda hora e tem uma fome de gol quase psicótica. Perder gol todo mundo perde, mas a diferença é que Pratto não faz firula, não fica mascarado e parte sempre pra cima da defesa adversária. Fez gol de raça, como sempre, e tem nossa admiração pelo seu comprometimento dentro de campo.

    - LUIZ ARAÚJO: Andou fazendo umas partidas bem sem-vergonhas, é verdade, mas a gente sabe que o moleque tem talento e velocidade, ou seja, duas das características mais importantes pra posição na qual ele atua. Neste jogo ele entrou com sangue “nozôio” e fez um gol no final que é típico de atacante raçudo, que nunca desiste das jogadas. Vamos torcer pra que ele retome as boas atuações de alguns meses atrás.

     


    - CUEVA: O que diabos aconteceu com o peruano depois da lesão quando foi atuar pela Seleção de seu país? Num dia Cueva tem atuações dignas de Raí e fala-se até em “cuevadependência”, no outro tem atuações dignas de Paulo Miranda e sai de campo vaiado quando é substituído. Mas o pior é que ele saiu irritado por ter sido substituído, gesticulou e reclamou muito antes mesmo de voltar ao banco de reservas. Ou seja, além de ter uma atuação tecnicamente patética e ter dado pelo menos duas pipocadas vergonhosas em divididas com adversários, ele ainda contribui pra piorar um pouquinho mais o clima justamente no momento em que todos se unem para apoiar Ceni nessa retomada das vitórias. É melhor o SPFC já se preparar para ter outro pra fazer o papel de Cueva, pois esse peruano vai dar dor de cabeça...

    Detalhes deste jogo