Jogos do SPFC

Informação do Evento:

  • qua
    21
    jun
    2017

    Atlético-PR 1x0 SPFC

    21h45, Curitiba (Brasileirão)

    ATLÉTICO-PR 1 X 0 SÃO PAULO
    Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
    Data-hora: 21/6/2017 - 21h45
    Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)
    Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (Fifa-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
    Público/renda: 21.436 presentes, 19.150 pagantes/R$ 456.090,00
    Cartões amarelos: Jonathan e Pablo (CAP); Pratto, Lugano e Wellington Nem (SAO)
    Gols: Wanderson 3' 1ºT (1-0)
    ATLÉTICO-PR: Weverton, Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Carlos Alberto - intervalo), Lucho González (Deivid - intervalo), Nikão e Douglas Coutinho; Grafite (Pablo 19' 2ºT). Técnico: Eduardo Baptista
    SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Éder Militão (Wellington Nem 16' 2ºT), Lugano e Rodrigo Caio; Thiago Mendes, Jucilei, Cícero (Denílson - intervalo) e Junior Tavares; Marcinho, Cueva (Brenner 30' 2ºT) e Pratto. Técnico: Rogério Ceni

     

    • CUEVA: Depois de ter batido algum recorde mundial de tempo de recuperação de uma lesão seguida de um condicionamento físico ruim (preparação física?), Cueva enfim volta a apresentar lampejos daquele futebol que conquistou a torcida tricolor. Com muita movimentação e toques rápidos, ele voltou a municiar Lucas Pratto no ataque e mudou a dinâmica do time. Ainda não está 100% (no máximo uns 60%), mas já dá indícios que voltará a ser o que era.
    • DENILSON: Foi uma grata surpresa a estreia de Denilson. Com toques rápidos e ótima movimentação, ele arriscou três bons chutes a gol com algum perigo. Mas, sinceramente, estamos de saco cheio das “gratas surpresas em dia de estreia”. Foi assim com Wellington Nem, Júnior Tavares, Shaylon, Sidão, Benguelê, Cícero, Thiago Mendes, Auro, Carleto, Maicon, Centurión e tantos outros. Depois de algumas semanas da estreia, começam a decair e de repente o futebol desaparece. Vamos torcer pra ser diferente com Denilson, mas vamos esperar pelo menos uns dois meses para avaliar isso.
    • BRENNER: É quase um adolescente ainda, fez seu primeiro jogo no time de cima por puro desespero de Rogério Ceni. Deu alguns piques, mostra que tem bom toque de bola, mas ainda tem muito chão pela frente pra brigar por uma vaga no time principal (a não ser que vá embora antes, já que Cotia virou uma espécie de “supermercado” da Europa…). Mas que tem futuro, ah, sim, isso o moleque tem!
    • PRATTO e MARCINHO: Não parecem sentir o caldeirão que se formou no clube: continuam atuando com seriedade, mostrando bom futebol.

     

    • ZUMBÍCERO: O que diabos Rogério Ceni vê no futebol apático, lento e preguiçoso de Cícero? O cara parece um zumbi em campo e já ganhou o apelido de Zumbícero. Ceni desistiu dele no intervalo, promoveu a estreia do Denilson e o time voltou completamente diferente pro segundo tempo. Zumbícero segura o time com seus toquinhos de lado, atrasa contra-ataques, quebra qualquer esquema ofensivo com seu futebol preguiçoso, apático e sua absoluta falta de empenho em campo.
    • WELLINGTON NEM: Parece uma barata tonta em campo: corre sem rumo, perde todas as bolas e ainda perdeu um gol incrível no último minuto da partida. Assim como foi com Neilton, já está mais do que claro que a contratação foi um erro, não rolou, não funcionou, não adianta insistir com esse anão elétrico.
    • PLANEJAMENTO: Nos últimos 30 meses (sem contar as contratações desta semana), o SPFC trouxe 41 jogadores e viu 46 irem embora. Em pleno mês de junho, o clube traz reforços do exterior que vão levar um bom tempo para se adaptarem ao Brasil. Esse “planejamento” se reflete na tabela (seguidas eliminações vergonhosas e novamente proximidade da Zona do Rebaixamento) e parece demonstrar que o clube já desistiu de 2017 e começa a pensar em 2018. Foi assim em 2013/2014 e o clube ficou “namorando” um bom tempo a Zona de Rebaixamento. O problema é que a maldita “fase de adaptação” vai ser desculpa para tudo de agora em diante, inclusive para essa perigosíssima proximidade com a zona de rebaixamento. E vamos torcer para que nenhum dos reforços se machuque treinando e fique meses fora, como já se tornou tão comum no CT da Barra Funda...

     


    Detalhes deste jogo