Ação social da Dragões ajuda a achar idoso desaparecido há 12 anos

As ações sociais da Dragões da Real nunca foram pautadas em marketing, até porque todo mundo sabe que a mídia não abre muito espaço para os trabalhos sociais das torcidas organizadas. E justamente por isso ficamos duplamente felizes com o idoso desaparecido há 12 anos que foi reconhecido pela família por causa de uma postagem da torcida.

Eis a história: no último dia 3 de maio, postamos em nosso site e nas redes sociais uma nota sobre uma ação social da sub-sede da Dragões da Real em Jaú (SP), que distribuiu lanches e comida para moradores de rua da cidade, que sofrem triplamente com desamparo, frio e caos da pandemia do Covid-19. 

Uma família de outra cidade paulista viu a postagem e reconheceu na foto um familiar que estava desaparecido desde 2008. Essa família entrou em contato com a Dragões, que prontamente a ajudou a encontrar o idoso. Por questões óbvias de privacidade, preservaremos aqui o nome desses familiares.

A intenção sempre foi ajudar, não ganhar cliques”, disse André Azevedo, presidente da Dragões. “Através dessas postagens podemos arrumar patrocínios para doações, ajudar mais pessoas. A intenção é só ajudar e antes de qualquer coisa sempre consultamos as pessoas nos locais onde as ações acontecem. Jamais vamos explorar a imagem de ninguém.”

Na mesma semana, uma família de Presidente Prudente (SP) acompanhou as ações sociais da Dragões e fez um pedido de ajuda desesperado, pois estavam passando muita necessidade. Os integrantes da Dragões confirmaram a situação grave da família e prontamente foi feita uma ação para ajudá-los ― também preservaremos os nomes das  pessoas por questão de privacidade. A sub-sede da Dragões em Prudente providenciou alimentos e produtos de limpeza para a família em estado de extrema pobreza.

Parabéns a todos os envolvidos nessas ações. Sempre que pudermos, vamos ajudar, independente de qualquer coisa ― até de cor de camisa.