Chavez não entende porque Jardine sairá

A expectativa pela definição em relação ao novo técnico do São Paulo voltou a ser assunto no CT da Barra Funda. Nesta sexta-feira, questionado sobre uma possível situação inusitada no domingo (na qual o Tricolor pode enfrentar o seu futuro comandante Ricardo Gomes), o atacante Andres Chavez preferiu não dar opinião e elogiou o trabalho de André Jardine.

– Eu não sabia sobre esse assunto. Estamos pensando apenas na partida, não tanto no treinador que pode chegar. O importante é que o interino está bem, e nós estamos nos adaptando a isso. Se vier outro técnico, também nos adaptaremos à forma de jogo – disse.

Em pouco tempo, o atacante mostrou que realmente não tem dificuldades para se adaptar a novos trabalhos. Depois de chegar ao São Paulo a pedido de Edgardo Bauza, viu o técnico deixar o clube para comandar a seleção argentina, mas não sentiu a mudança.

– Quando eu cheguei, era um corpo técnico argentino, mas eu tenho que me adaptar da melhor maneira. Estou me adaptando bem, conseguimos uma vitória, isso é importante. Tomara que possamos seguir nesse caminho – ressaltou.

A vitória citada por Chávez é o duelo do último domingo, na qual marcou os dois gols do São Paulo diante do Santa Cruz. Já adaptado ao futebol brasileiro, o atacante comentou sobre as diferenças em relação à Argentina.

– Não sei se é mais fácil, são jogos distintos. No Brasil, talvez por jogar mais, não há tanta posse de bola, o jogo é mais controlado. Na Argentina, é muito mais físico. Por isso conseguimos arrumar espaços por aqui – explicou.

O jogador será titular mais uma vez neste domingo. Chávez treinou como centroavante ao longo de toda semana e comandará o ataque do São Paulo contra o Botafogo, às 16h15 (de Brasília), no Morumbi.

[Globo Esporte, Lance]