Com elenco apático e acomodado, SPFC é goleado pelo Grêmio

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 X 0 SÃO PAULO
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 1 de dezembro de 2019, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
GOLS: Luciano, aos 10 e aos 16 do 2ºT, e Vitor Bueno (contra), aos 12 do 2ºT (Grêmio)

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Darlan), Michel e Alisson; Luciano (Felipe Vizeu), Pepê e Everton; Técnico: Renato Gaúcho

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Gabriel Sara), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves e Igor Gomes; Antony, Pablo (Raniel) e Vitor Bueno (Helinho); Técnico: Fernando Diniz

 

BOLA CHEIA

  • IGOR GOMES: Enquanto alguns “titulares absolutos” se arrastam em campo com salário milionário garantido e a certeza que não serão sacados pelo técnico retranqueiro, tem moleque correndo atrás de prato de comida. Igor Gomes erra passes e às vezes finaliza torto, sim, mas o moleque corre em campo o tempo todo, busca o jogo, movimenta-se com rapidez, posiciona-se com inteligência e joga sempre pra frente. No mar de apatia de mortos-vivos milionários como Pablo, Daniel Alves e Antony, a atuação sempre intensa de Igor Gomes é um verdadeiro oásis.
  • BRUNO ALVES: Excelente atuação. Quase fez um gol, já que o ataque está morto. Esse sim, é titular absoluto.

 

BOLA MURCHA

  • DANIEL ALVES: Qual o custo-benefício de Daniel Alves no SPFC? Basicamente, é o custo de um Cristiano Ronaldo e o benefício de um Paulo Miranda. Quando um jogador comum erra passes de 3 metros a gente até entende, mas quando um craque eleito melhor do mundo com salário astronômico fica errando passes de 3 metros a cada 5 minutos… Aí não dá para aceitar não. Daniel Alves, fica a dica: fazer posts filosóficos diariamente em redes sociais não justifica seu salário. O SPFC corre risco de ter sérios problemas financeiros em 2020 para pagar o salário “cristianoronaldesco” de Daniel Alves. Vale a pena manter esse cara como titular absoluto se até o Igor Vinícius é mais eficiente do que ele?
  • VITOR BUENO: Foi só virar titular absoluto e começou a ter atuação desleixada, preguiçosa, apática. O primeiro gol do Grêmio saiu de uma jogada que começou com um erro grosseiro de Vitor Bueno, enquanto o segundo gol ele fez contra. Nem Fernando Diniz aguentou e tirou o cara de campo. Acorda, Vitor Bueno, você não é titular absoluto nem do Time B do SPFC.
  • ANTONY: Não acertou um cruzamento, abusou das finalizações sem rumo, fez um pênalti infantil que abriu a goleada. A proposta milionária do futebol alemão já está na mesa. É melhor se livrar dele agora do que depois vender por metade do valor. Sim, depois os imbecis vão dizer que a torcida o “expulsou”, como “fez com Kaká”. Mas imbecil desinformado tem em todo lugar. Vão falar bobagem de qualquer jeito. Quer ir embora, Antony? Então, tchau.
  • PABLO: Metade do ano ele passa no Reffis. A outra metade se arrasta em campo. Para a contratação mais cara da história, Pablo entrega um futebol medíocre, um resultado ridículo e um custo-benefício de empresa falida. É bom se livrar dele antes da pré-temporada 2020. Não dá mais. Tchau, Pablo!
  • FERNANDO DINIZ: Você já percebeu que são sempre os mesmos jogadores que o elogiam efusivamente? Você já percebeu que acontecia a mesma coisa no Atlético-PR e no Fluminense e os dois times foram jogados pro fim da tabela com os esquemas retranqueiros de Fernando Diniz? Continuar com Diniz em 2020 é certeza de briga pelo Z4 na próxima temporada.