Daniel Alves não se reapresenta e SPFC anuncia saída do jogador

A diretoria do São Paulo anunciou na tarde desta sexta-feira, 10, que Daniel Alves não vestirá mais a camisa do Tricolor. Em comunicado divulgado nas redes sociais, Carlos Belmonte, diretor de futebol do clube, informou que o atleta não se reapresentou após integrar o elenco da seleção brasileira nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. 

De acordo com o mandatário, os representantes do lateral-direito alegaram que ele só voltaria a defender a equipe paulista caso a dívida de R$ 10 milhões fosse quitada pelo clube. Assim, a cúpula são-paulina optou por afastar o veterano, alegando que “ninguém é maior do que a instituição”. 

Assista ao vídeo abaixo.

“Daniel Alves e Miranda estavam servindo a seleção brasileira e deveriam se apresentar, nesta sexta-feira, para os treinamentos, visando os próximos jogos do São Paulo. Miranda compareceu, treinando normalmente, mas Daniel Alves, não”,  disse Belmonte, ao lado de Muricy Ramalho, coordenador de futebol, e Rui Costa, executivo de futebol. 

“Fomos comunicados pelos representantes do atleta que Daniel Alves não retornará enquanto não houver o ajuste da dívida financeira que o São Paulo tem com o atleta. O São Paulo reconhece essa dívida, tanto que, na última semana, fez uma proposta buscando o entendimento e o acerto desta dívida, que foi recusada pelos representantes. A negociação continuará envolvendo o departamento jurídico e financeiro. Do ponto de vista do departamento de futebol, comunicamos ao técnico Hernán Crespo que Daniel Alves não estará mais à disposição para atuar no time do São Paulo.”

“Vale lembrar que o São Paulo é mais importante do que todos nós. Trabalhamos em favor da instituição. Ninguém é maior do que o clube”.

Contratado em agosto de 2019, Daniel Alves chegou com status de “salvador da pátria”, vindo de uma excelente atuação na Copa América de 2019 e com a alcunha de jogador com mais títulos na história do futebol. 

Apresentado para um Morumbi lotado, o lateral-direito lembrou de sua paixão pelo time quando criança. Em dois anos de clube, o ala até fez boas atuações e ajudou o São Paulo a sair de uma fila de oito anos, participando da conquista do Campeonato Paulista de 2021. 

O atleta, entretanto, colecionou polêmicas, rebatendo críticas de torcedores e preferindo disputar as Olimpíadas de Tóquio-2020 durante uma fase importante da temporada – ele desfalcou a equipe de Crespo em partidas da Copa do Brasil e da Libertadores da América. 

Ao todo, ele participou de 95 partidas com a camisa do Tricolor, com 10 gols e 14 assistências.

Fonte: Jovem Pan