Dragões não colocará bandeiras e nem faixas no estádio

Como uma das formas de protestar contra a campanha vergonhosa do São Paulo na Libertadores 2020, a torcida Dragões da Real decidiu não colocar bandeiras ou faixas na partida desta terça-feira (20).

A questão não é e nunca foi ser ou não ser eliminado da competição ― isso faz parte do futebol! ― e sim a APATIA demonstrada por esse time a cada partida. Falta empenho, falta vontade de vencer, tem cara de time perdedor acomodado com as derrotas.

Essa saída de bola inventada pelo treinador é a coisa mais nojenta e mas desrespeitosa com o torcedor. E o resultado está aí: o SPFC foi o único brasileiro a não se classificar na Libertadores e está capengando em todas as competições que disputa nesta temporada (depois dos vexames históricos no Paulistão e na Libertadores).

A decisão de não colocar o material da torcida no estádio está atrelada a essa campanha pífia e vem sendo também reavaliada por nós para estender isso para o Campeonato Brasileiro e para a Copa do Brasil.

Não são apenas essas atuações apáticas que são absurdas: as medidas impostas pelas autoridades são igualmente sem sentido. Não se permite um único responsável da torcida como fiscalizador de nosso patrimônio que fica exposto no estádio, durante os jogos.

E por acharmos isso tudo uma representatividade pequena no cenário futebolístico, podemos estender essa ideia até a volta da torcida nos estádios ― e para isso estamos debatendo diariamente o assunto.

Manteremos todos informados em nosso site e em nossas redes sociais oficiais sobre os próximos passos.

André Azevedo
(Presidente da Torcida Dragões da Real)