Faxina para 2021 já tem o primeiro nome: Alexandre Pássaro

Com a vitória praticamente assegurada na eleição para a presidência do São Paulo, Julio Casares acelerou nas últimas horas o planejamento para 2021. E o Blog apurou que uma das primeiras mudanças para 1º de janeiro será a saída do gerente de futebol Alexandre Pássaro.

Seu contrato com o Tricolor termina em 31 de dezembro e não será renovado – Pássaro gostaria de pelo menos ficar até o fim da atual temporada, em fevereiro, já que o São Paulo aparece com chances reais de título na Copa do Brasil (é semifinalista) e no Brasileirão (líder em pontos perdidos).

Homem de confiança de Raí e Leco nos últimos anos, Pássaro nunca conseguiu cair nas graças do torcedor. O fato de uma foto dele com a camisa do Palmeiras no Allianz Parque ter vazado também contribuiu para que o dirigente perdesse pontos com os são-paulinos.

E Pássaro não será a única vítima da reformulação no departamento de futebol. Raí deve ficar apenas nas primeiras semanas de 2021, cuidando da reta final dos campeonatos e da transição. O preferido do grupo político de Julio Casares para comandar o futebol é Rodrigo Caetano, cujo contrato com o Inter se encerra em um mês.

Assim que for confirmada a eleição, em 12 de dezembro, Julio Casares ainda terá mais duas questões a resolver: o futuro de Fernando Diniz e Juanfran. O técnico deve continuar para a próxima temporada se conquistar pelo menos um título. Já o lateral espanhol tem contrato somente até 31 de dezembro e ainda não foi procurado.

Fonte: Canal do Nicola / ESPN