Lateral direita vira problema pro SPFC em decisão pela Copa do Brasil

Mesmo com três laterais-direitos no elenco, a posição se tornou um problema para Fernando Diniz no São Paulo.
 
E isso tem reflexo contra o Fortaleza, neste domingo, às 20h30, no Morumbi, em jogo que vale vaga nas quartas de final da Copa do Brasil – o encontro da ida terminou 3 a 3.
 
Juanfran e Igor Vinicius, os dois que mais atuaram na lateral com o treinador, se recuperam de lesões. O espanhol está descartado da partida, mas Igor Vinicius ainda tem chances remotas de atuar.
 
O jogador se recupera de uma contratura no músculo posterior da coxa esquerda e não treinou no campo durante toda a semana. Ele teria somente esse sábado para treinar e ir para o jogo, algo pouco provável.
 
Diniz já fez dois testes: utilizou Daniel Alves (considerado melhor lateral-direito do mundo em inúmeras ocasiões quando atuou na Europa) e Tchê Tchê (volante improvisado).
 
Devido ao histórico de Daniel Alves na lateral, a escolha seria óbvia. O problema é que longe do meio de campo o camisa 10 ainda não conseguiu render no São Paulo e participa bem menos do jogo. Ele é um dos jogadores que mais tocam na bola quando atua no meio.
 
Diante do Grêmio, quando iniciou a partida na lateral direita, Daniel Alves fez um de seus piores jogos pelo Tricolor e recebeu a nota mais baixa na avaliação do ge (4,5).
 
Tchê Tchê, por sua vez, pode fazer a função por conta da polivalência que adquiriu durante a carreira. Com Cuca no Palmeiras, por exemplo, ele atuou em algumas ocasiões na lateral e até mesmo de ponta, no ataque.
 
 
A parte ofensiva de Tchê Tchê, porém, não é das mais fortes, e o São Paulo acaba perdendo a profundidade por aquele lado. Mesmo assim, ele é o favorito para iniciar a partida e tentar conter a velocidade dos jogadores de beira de campo do Fortaleza.
 
Se na lateral a situação é complicada, no ataque Fernando Diniz vive a esperança de ter Luciano domingo. Após se recuperar de um desconforto muscular na coxa direita, o atacante participou de uma parte do treino de sexta e pode ser relacionado.
 
Havia receio por parte da comissão técnica em não contar com um dos principais jogadores da temporada em uma das partidas mais importantes do ano para o clube.
 
Caso ele não reúna condições de jogo, Pablo é o substituto imediato para jogar ao lado de Brenner. Nesta semana, a dupla treinou praticamente todos os dias junta.
 
Fonte: GE