Molecada resolve e SPFC fez melhor jogo do ano contra o Ituano

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]FICHA TÉCNICA[/perfectpullquote]

SÃO PAULO 2 X 1 ITUANO
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 24 de março de 2018, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: José Cláudio de Rocha Filho
Assistentes: Marcelo Van Gasse e Risser Corrêa
Público: 18.573 pessoas
Renda: R$ 249.480,70
Gols: Igor Gomes, aos 33 minutos do 1ºT e aos 15 minutos do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Bassani e Motaro (Ituano); Antony (São Paulo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Hudson, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Liziero (Léo) e Igor Gomes (Everton); Antony, Pablo e Everton Felipe (Brenner); Técnico: Vagner Mancini

ITUANO: Pegorari; Jonas, Léo, Baralhas e Peri; Serrato (Bassani), Corrêa (Paulinho Dias), Ramon (Gui Mendes) e Morato; Martinelli e Ricardo Silva; Técnico: Vinicius Bergantin

 

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]BOLA CHEIA[/perfectpullquote]

  • MANCINI: É preciso ser justo com quem tá ralando muito para reverter a situação e Mancini é justamente um desses caras. Mancini barrou as estrelas, fez vista grossa com os chinelinhos (tem hora que é melhor não polemizar: basta barrar), trocou Hudson de lugar (o cara literalmente renasceu jogando como lateral!), apostou forte na molecada da Base, deu voto de confiança para Antony e Igor Gomes, diminuiu o espaço entre os setores do time (o esquema de Jardini deixava os setores espaçados demais) e preferiu não criar polêmica com o encrenqueiro mimado Jean. O resultado foi óbvio: diante de um bom time do Ituano, o SPFC fez sua melhor partida do ano. Não dá para imaginar como seria se Mancini continuasse como treinador para o Brasileirão, mas até aqui, no meio de uma das piores crises da história, Mancini tem sido um profissional exemplar. 
  • MOLECADA INFERNAL: Os moleques levaram o time nas costas, assumiram a responsabilidade, ganharam carta branca de Mancini e literalmente estão virando o jogo para o SPFC. Liziero comandou o meio, armou jogadas, voltou pra defender e foi poupado no final porque não está 100% fisicamente ainda; Igor Gomes foi o melhor em campo, armou jogadas, se posiciona de maneira inteligente, não tem medo de finalizar e chamar a “responsa” pra si quando disse ao Mancini que estava pronto para ser titular ― de quebra, ainda fez os dois gols!; Antony continua um dos melhores e mais decisivos do elenco, é driblador, objetivo e bom finalizador ― ainda que precise calibrar um pouco mais a pontaria; Luan fez seu melhor jogo pelo time principal até agora, atuando firme na marcação, quebrando ataques adversários com firmeza e ajudando a municiar o ataque; Brenner entrou no final, não ficou muito tempo em campo, mas deu uma velocidade extra nos contra-ataques pelos lados do campo. Se os “consagrados” não resolvem ou estão sempre no Departamento Médico, a Molecada Infernal mostrou serviço de maneira brilhante.
  • EVERTON FELIPE: Um dos frequentadores mais assíduos do Bola Murcha agora merece um Bola Cheia com toda justiça. Quando o garoto foi anunciado como titular, a gente torceu o nariz, todo mundo torceu o nariz. Mas Everton Felipe teve a melhor atuação desde que chegou ao SPFC: o cara infernizou a defesa adversária, estava sempre bem posicionado, brigava por todas as bolas e errou um único passe enquanto esteve em campo. Isso mesmo: apenas um único passe errado! Foi uma atuação tão boa que já começamos a pensar que se ele ganhar ritmo de jogo, pode render muito ao time como titular.
  • HUDSON: Outro frequentador assíduo do Bola Murcha que fez um partidaço e merece com toda justiça esse Bola Cheia. Na verdade, a melhora de Hudson passa por Mancini, que mudou o cara para a lateral. A melhora foi absurda! Hudson fez simplesmente uma de suas melhoras partidas desde que voltou ao SPFC.

 

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]BOLA MURCHA[/perfectpullquote]

  • ANDERSON MARTINS: Foi a única peça destoante do time nesta partida. O que esse cara erra de passes já é por si só um absurdo, mas ele também se posiciona mal e tem mania de querer ir pro ataque tentar alguma jogada ― nunca consegue nada e ainda deixa a defesa desguarnecida. Em várias oportunidades tomou decisões erradas que se tornaram jogada perigosa para o time adversário.

 

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]VÍDEO[/perfectpullquote]