Prejudicado pelo arbitragem, SPFC só empata na estreia

 

FICHA TÉCNICA

São Paulo 1 x 1 Botafogo-SP
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Fabrini Belilaqua Costa e Risser Jarussi Corrêa
Quarto árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva
VAR: Raphael Claus e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Avaliador de vídeo: Antonio Rogério Batista do Prado
Observador VAR: Luiz Vanderlei Martinucho
GOLS: Dudu (BOT); Arboleda (SPA)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Léo Pelé (Bruno Rodrigues), Arboleda e Bruno Alves; Igor Vinícius (Galeano), Igor Gomes (Hernanes), Sara (Tchê Tchê), Daniel Alves e Reinaldo; Luciano e Pablo Técnico: Hernan Crespo

BOTAFOGO-SP: Igor; Marlon, Fabão, Matheus Santos e Martineli; Vitor Bolt, Vinicius Kiss, Michel (Dudu); Rodrigo Ferreira, Emerson Santos e Judivan Técnico: Alexandre Gallo

 

BOLA CHEIA

  • CRESPO: Começou bem sua passagem pelo clube. Primeiro, ele manteve os pés no chão e não está tentando começar tudo zero. Segundo, tem uma ótima leitura de jogo e fez substituições que fizeram a diferença em campo ― ao contrário de seu antecessor, que só fazia as mesmas substituições. É lógico que ainda é muito cedo para avaliar, mas temos muitas esperanças de que algum fruto bom vai sair dessa Era Crespo.
  • GALEANO: Desprezado sistematicamente pelo treinador anterior, Galeano está mostrando com a bola nos pés porque a torcida pedia o cara. Ele é rápido, tem personalidade, não amarela, não pipoca e é efetivo em suas jogadas. O garoto precisa de mais oportunidades e de ritmo de jogo para mostrar a que veio.

 

BOLA MURCHA

  • ARBITRAGEM: Que a arbitragem brasileira é ruim, todos já sabemos, pois eles conseguem errar até com o VAR (se bem que sempre erram a favor de Flamengo e Corinthians). Mas em um torneio menos importante como o Campeonato Paulista, a coisa vira palhaçada. O VAR anulou um gol legal do Pablo, o juiz não deu um pênalti escandaloso em Hernanes e, no final, vendo os jogadores do Botafogo se jogando no chão para acabar logo a partida, o juiz preferiu acabar logo o jogo em vez de dar mais um minuto. Não deixou sequer cobrar um escanteio que poderia resultar em alguma oportunidade mais aguda de gol. Atuação grotesca da arbitragem. Podemos dizer sem o menor medo de errar que a arbitragem tirou os 3 pontos do SPFC por causa de sua absoluta incompetência.
  • DANIEL ALVES: Lento, ele atrasa todas as jogadas; Disperso, ele perde bolas inacreditáveis que geram contra-ataques; Desatento, ele deu um show de passes tortos e sem direção. Mas custa R$ 1,5 milhão por mês. A impressão que dá é que Daniel Alves quer ir embora, mas sabe que o SPFC não pode botá-lo no olho da rua por causa da multa contratual. Enfim, esse foi mais uma negociação absurda de Raí que a nova diretoria vai pagar a conta.
  • GABRIEL SARA: Desaprendeu a jogar futebol? Que falta de vontade é essa, garoto? Que preguiça é essa, pelo amor de Deus? Se Crespo estiver prestando atenção aos detalhes, Gabriel Sara vai já já pra reserva. Ou nem sequer será relacionado. Com esse futebol que ele está mostrando, não merece nada mais do que isso mesmo.

(por Demétrio Valente)