Rogério Ceni admite que a situação do SPFC agora é ‘constrangedora’

Jogando no Morumbi lotado, o São Paulo não conseguiu aproveitar o tropeço de seus rivais na luta contra o rebaixamento na 34ª rodada do Campeonato Brasileiro e ficou no empate sem gols contra o Athletico-PR.

O time paulista criou boas chances, dominou o jogo, mas não conseguiu converter em gols. Foram 70% de posse de bola para o São Paulo com 17 chutes a gol contra apenas 3 do Furacão.

Com este resultado, o São Paulo vai aos 42 pontos e segue na 14ª colocação do Brasileirão, a cinco pontos da zona de rebaixamento. Porém, o Bahia (37 pontos), primeiro no Z-4, ainda joga na rodada.

Após a partida, o técnico Rogério Ceni foi “sincerão” com relação à situação do clube.

“O São Paulo ganhou 9 de 34 partida, não é de agora que os problemas vêm. Qual foi a sequência de vitórias que o São Paulo teve no campeonato como um todo? Acho que está na hora de todo mundo entender a realidade do clube. Vai ser um final de ano difícil e serão anos difíceis para o São Paulo com qualquer profissional que esteja aqui e qualquer diretoria. As dificuldades, elas existem e têm que ser explicadas para o torcedor, porque ele vai ter que ajudar, ser paciente, ajudar muito. É um momento crítico da história do clube, acreditem no que estou falando para vocês, de quem viveu aqui 26 anos, mais agora, nos últimos 31 anos. É um momento crítico, difícil”, desabafou.

Perguntado sobre qual era a pretensão do São Paulo nas últimas quatro rodadas, Ceni foi enfático.

“As pretensões do time são tirar o time o mais rápido possível da situação constrangedora e difícil que é conviver tão próximo à zona de rebaixamento”.

Fonte: ESPN