Sócio vai à Justiça pra anular assembleia

O advogado Leandro Alvarenga Miranda, sócio do São Paulo, foi à Justiça para tentar anular a assembleia geral realizada no último dia 6 de agosto. A votação deu início ao processo de reforma do estatuto do clube e, também, legitimou atos da diretoria que eram contestados nos tribunais – uma vitória da situação, comandada pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Miranda é sobrinho de Douglas Alvarenga, um dos autores da ação original que questiona mudanças realizadas em 2004. O processo chegou ao STF (Supremo Tribunal Federal), com seguidas derrotas dos São Paulo. O entendimento da diretoria é de que a aprovação recente dos associados resolve essa disputa.

No novo processo, Miranda argumenta que a convocação da assembleia desrespeitou o estatuto vigente e pede liminar para anular a reunião. Ele defende a realização de uma nova assembleia que permita ao sócios votarem pela reforma do estatuto e, também, pela ratificação dos atos administrativos – em questões separadas. O caso ainda não teve decisão.

A aprovação dos sócios determinou que um novo documento seja apresentado e aprovado no Conselho Deliberativo em até quatro meses.

[Blog Bastidores FC/Globo Esporte]