SPFC goleia Linense e vai à semifinal do Paulistão


SÃO PAULO 5 X 0 LINENSE
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 8/4/2017 – 16h
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Público/renda: 27.230 pagantes/R$ 726.644,00
Cartões amarelos: (SAO), Caíque, Samuel e Pio (LIN)
Gols: Gilberto (22’/1ºT) (1-0), Thiago Mendes (1’/2ºT) (2-0), Thiago Mendes (14’/2ºT) (3-0), Thomaz (33’/2ºT) (4-0), Gilberto (35’/2ºT) (5-0)
SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini, Maicon, Lucão e Júnior Tavares; Rodrigo Caio (Jucilei, aos 38’/1ºT), Thiago Mendes (Wesley, aos 16’/2ºT) e Cícero; Luiz Araújo (Neilton, aos 23’/2ºT), Thomaz e Gilberto. Técnico: Rogério Ceni.
LINENSE: Victor Golas; Bruno Moura, Rodrigo Lobão, Caíque e Samuel (Bruno Costa, aos 39’/2ºT); Pio, Joãozinho (Murilo Rangel, aos 11’/2ºT), Giovanni e Zé Antônio; Thiago Humberto (Diego Felipe, aos 20’/2ºT) e Gabrielzinho. Técnico: Márcio Fernandes.

Esta partida teve um minuto de silêncio em homenagem a Vinicius Rocha, garoto da Dragões falecido nesta semana por conta de um segundo câncer fatal. O telão do Morumbi também homenageou Vini. Nossos agradecimentos ao clube.


GILBERTO: Até antes da chegada de Lucas Pratto, Gilberto era um mosca morta no SPFC. Depois que o argentino chegou, Gilberto virou um monstro em campo. Competição é tudo, né? O fato é que o cara não desiste nunca de bola nenhuma, se movimenta o tempo inteiro e não tem medo de finalizar. Nesta partida, fez dois gols, perdeu outros tantos, foi um dos melhores em campo. Se o esquema de Ceni conseguir comportar Pratto e Gilberto juntos, não tem o que duvidar: os dois são titulares absolutos.

THOMAZ: Ainda está fora de ritmo e desentrosado, mas encarou os 90 minutos em alto nível e também foi um dos melhores em campo. Além de muito veloz, Thomaz é o tipo de jogador efetivo, que pega a bola e parte pra cima, abrindo espaço para um companheiro se posicionar melhor pra receber a bola. E ainda marcou seu primeiro gol com o Manto Sagrado. Com Cueva apanhando tanto em todo jogo e toda hora sendo chamado para amistosinho da Seleção Peruana, Thomaz vai rapidinho ganhar espaço nesse time, pode anotar aí.

JUCILEI: A segurança que o grandalhão passa afeta diretamente o rendimento da defesa lá atrás, pois ele é o cara que dá o primeiro combate e geralmente sai com a bola dominada. Além disso, nesta partida teve uma precisão de passes beirando 100% e também foi um destaque muito positivo.

LUCÃO: É até estranho colocar o Lucão pelo segundo jogo seguido aqui no Bola Cheia, mas a gente tem que ser justo: o cara teve outra ótima atuação. A impressão que dá é que Lucão realmente aprendeu com os erros do passado e hoje atua com muita seriedade, nunca dá toquinho pro lado e sempre vai muito firme nas jogadas. Ele tem que agradecer muito ao Rogério Ceni, que acreditou no potencial dele quando ninguém mais queria vê-lo nem no banco de reservas. Parabéns, Lucão!

THIAGO MENDES: Esse é outro que criticamos muito aqui no site, mas é um cara que tem a confiança de Ceni. E esta partida pôde mostrar um pouco a razão disso: além de atuar de forma objetiva e sempre pra frente, ele errou poucos passes e ainda fez dois gols. Uma bela atuação.


JÚNIOR TAVARES e WESLEY: Não chegaram a ter uma atuação que comprometesse porque o adversário era muito fraco, mas estavam abaixo da média do time. Wesley entrou aos 16’ do segundo tempo e passou completamente apagado na partida, enquanto Júnior Tavares parece ter se acomodado um pouco com tantos elogios: errou muito mais do que acertou.