SPFC goleia o Botafogo e dispara na liderança do Brasileiro

 

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 4 x 0 BOTAFOGO
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data e horário: 09 de dezembro de 2020, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Wagner Reway (PB)
Gols: 0-1Brenner (09’/1ºT), 0-2 Brenner (26’1ºT), 0-3 Reinaldo (47’1ºT), 0-4 Hernanes (44’2ºT)
Cartões amarelos: Rafael Forster e Pedro Raul (Botafogo)
Cartões vermelhos: Marcelo Benevenuto (Botafogo)

SÃO PAULO: Volpi, Juanfran (Igor Vinicius, aos 27’2ºT), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Rodrigo Nestor, aos 11’2ºT), Gabriel Sara (Hernanes, aos 11’2ºT), Tchê Tchê (Pablo, aos 27’2ºT) e Igor Gomes (Vitor Bueno, aos 11’2ºT); Luciano e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Kanu, Rafael Forster; José Welison (Luiz Otávio, aos 26’2ºT), Caio Alexandre; Lucas Campos (Kevin, aos 35’1°T), Bruno Nazário (Lecaros, aos 30’2ºT), Kalou (Warley, Intervalo); Pedro Raul (Matheus Babi, aos 20’2ºT). Técnico: Felipe Lucena.

 

BOLA CHEIA

  • SERIEDADE: A fase tá excelente, a torcida tá feliz, vence até quando joga mal, não tropeça mais contra os lanternas. Diante desse quadro, pega um time despedaçado como o Botafogo, que jogou com 10 (um botafoguense foi expulso no primeiro tempo). É de se esperar que o rendimento despenque. Mas não foi o que aconteceu. O time atuou com seriedade até o final e, além de fazer quatro gols, mandou quatro bolas na trave e o goleiro dos caras ainda fez milagres (lembra quando o SPFC quis contratá-lo e ele esnobou o Tricolor? Pois é, o mundo dá voltas…). Se o SPFC apertasse o ritmo, teria feito 8×0 tranquilamente. Mas o time administrou a vitória de forma inteligente, pois estava com 10 jogadores pendurados com dois cartões amarelos. Jogou com seriedade até o fim. Ninguém do SPFC tomou cartão.

 

BOLA MURCHA

  • NINGUÉM (DE NOVO): Somos torcedores acima de qualquer outra coisa ― até do bom senso. Então, estamos felicíssimos com a vitória, com a fase, com tudo. Não vamos reclamar de nada.