SPFC passa vexame contra o Cruzeiro no Morumbi


SÃO PAULO 0 x 2 CRUZEIRO
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 13/04, às 21h30
Árbitro: Anderson Daronco – RS (FIFA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelos: Jucilei e Thiago Mendes (SPO); Ariel e Ábila (CRU)
Público/Renda: 43.662 presentes/ R$ 1.065.916
Gol: Lucas Pratto, aos 17’/2T (0-1); Hudson aos 24’/2T (0-2)
SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Araruna, aos 21’/2T), Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero (Gilberto, aos 28’/2T); Wellington Nem (Thomaz, aos 15’/2T), Luiz Araújo e Pratto. Técnico: Rogério Ceni.
CRUZEIRO: Rafael; Maike, Léo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Romero, aos 47’/2T), Ariel Cabral, Rafinha, Arrascaeta e Thiago Neves (Alisson, aos 32’/2T); Ábila (Raniel, aos 42’/2T). Técnico: Mano Menezes.


RENAN RIBEIRO: Não teve culpa em nenhum dos dois gols e ainda evitou um vexame maior com belas defesas. No final, já aos 42’ do segundo tempo, fez uma defesaça à la Rogério Ceni que evitou uma vergonha histórica. Alguém ainda tem dúvidas sobre quem é o goleiro titular?
JUCILEI: Junto com Maicon, eles foram dois dos únicos destaques entre os jogadores de linha. Mas Maicon tem mania de fazer ligação direta pro ataque toda hora e não acerta uma bola sequer, enquanto Jucilei sai jogando com mais efetividade. Se Maicon apenas defendesse, também estaria no Bola Cheia, mas ele insiste em fazer algo que não sabe, que é dar passes longos. Pelo menos Jucilei não inventa e faz sua parte com seriedade, por isso foi o destaque positivo.
HUDSON: A gente não costuma elogiar adversário porque somos fanáticos demais pra isso. Simples assim. Mas Hudson ainda pertence ao SPFC, é torcedor são-paulino e, na beira do gramado, disse a um repórter que era estranho jogar contra o time e a torcida por quem ele tem imenso carinho. Hudson fez o segundo gol do Cruzeiro e não comemorou — justamente pelo respeito que tem à torcida e ao time. Diante disso, a gente se indaga: por que Hudson saiu do SPFC? Aí a gente lembra: ele foi trocado por um cara que chamou o SPFC de “lixo”. Aí a gente pergunta: quem foi o gênio que fez essa troca, hein?


OS DESINTERESSADOS: Luiz Araújo, Cícero, Júnior Tavares e Wellington Nem. Os três primeiros a gente tá sempre elogiando aqui no site, mas nesta partida entraram completamente desinteressados no jogo, sonolentos, desleixados. Era uma partida de mata-mata, mas para eles não parecia fazer a menor diferença. Sinceramente, é nota zero para os quatro. Luiz Araújo fez sua pior partida pelo SPFC (a fama subiu à cabeça?), Cícero errou todos os passes que tentou fazer, Júnior Tavares estava em outro planeta e Wellington Nem… Bem… Veja aí:
WELLINGTON NEM: Por que diabos Rogério Ceni insiste com Wellington Nem no time titular? O cara parece uma barata tonta, corre sem rumo, não acerta uma jogada, comete faltas bobas toda hora e frequentemente atrapalha as jogadas de ataque. Wellington Nem conseguiu sair vaiado em uníssono por todo o Morumbi quando foi substituído. Aliás, essa vaia monstruosa para Wellington Nem foi a única unanimidade no estádio nesta partida. Uma atuação patética.