SPFC vence Ceará no Morumbi com quase 60 mil pessoas

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]FICHA TÉCNICA[/perfectpullquote]

SÃO PAULO 1 x 0 CEARÁ
Local Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP
Data: 26 de agosto de 2018, domingo
Horário: 11h00 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT-Fifa)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA-Fifa) e Eduardo Goncalves da Cruz (MS)
Cartões amarelos: Everton, Nenê, Jucilei (SP) Ricardinho, Edinho, Everson, Arthur, Reina, Richardson (CEA)
Cartão vermelho: Leandro Carvalho
Renda: 2.666.528,50
Público: 57.323 total

GOL: São Paulo: Bruno Peres, aos 32 minutos do 2T

SÃO PAULO: Sidão, Bruno Peres, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan (Shaylon), Jucilei e Nenê; Everton, Joao Rojas e Diego Souza (Carneiro).
Técnico: Diego Aguirre

CEARÁ: Everson; Fabinho, Tiago Alves, Luiz Otávio e João Lucas; Edinho (Pedro Ken), Richardson, Ricardinho (Reina) e Calyson (Felipe Azevedo); Arthur e Leandro Carvalho
Técnico: Lisca

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]BOLA CHEIA[/perfectpullquote]

  • TORCIDA SÃO-PAULINA: A gente não cansa de repetir a mesma pergunta: é essa a torcida “modinha” que não lota estádio? Em 2017, brigando contra o rebaixamento, a torcida colecionava recordes lotando o estádio para empurrar o time; Em 2018, com o SPFC no topo da tabela, a torcida lota estádio para empurrar do mesmo jeito. No domingão, 11h da manhã, quase 60 mil pessoas no Morumbi. Parabéns, nação tricolor!
  • NENÊ: Se você prestar atenção aos detalhes, vai perceber que a importância de Nenê não está apenas nos passes certos, nos chutes certeiros, na postura séria e no empenho dentro de campo. Na verdade, atualmente Nenê faz um papel que Rogério Ceni costumava fazer em campo quando jogava: o de ser uma espécie de “segundo treinador” durante o jogo. Nenê corrige posicionamentos, inverte laterais e sempre que pode conversa com Aguirre à beira do campo, discutindo detalhes do esquema. Mais uma atuação de gala do monstro Nenê!
  • ROJAS: No primeiro tempo, foi o nome do jogo, infernizou a defesa adversária, abusou dos bons passes e dribles efetivos. No segundo tempo, cansou um pouco e acabou errando jogadas que não costuma errar, mas ainda assim, no geral, foi um dos melhores em campo. Que bela “descoberta” de Aguirre esse equatoriano, não?

 

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]BOLA MURCHA[/perfectpullquote]

  • DIEGO SOUZA: Todo mundo sabe da importância da figura de Diego para o time, mas tem horas que ele está mais para peso morto do que pra centroavante. Lento, com atuação apagada na área adversária, não conseguiu matar nenhuma bola bola que recebeu. Sinceramente, se tivéssemos Carneiro ou mesmo Tréllez como centroavante certamente não teria tanto sofrimento para ganhar do lanterna dentro do Morumbi lotado.

 

[perfectpullquote align=”full” bordertop=”false” cite=”” link=”” color=”” class=”” size=””]VÍDEO[/perfectpullquote]