SPFC vence o Corinthians com gol de Brenner aos 47′ do 2º tempo

 

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 1 CORINTHIANS
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 30/8/2020 – 11h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Luciano, Brenner e Tchê Tchê (SAO)
Gols: Hernanes (13’/1ºT) (1-0), Ramiro (35’/1ºT) (1-1), Brenner (46’/2ºT) (2-1)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo e Liziero; Tchê Tchê, Gabriel Sara (Igor Gomes, aos 12’/2ºT) e Hernanes (Luan, aos 28’/2ºT); Luciano (Toró, aos 28’/2ºT), Paulinho Boia (Brenner, aos 12’/2ºT) e Pablo (Bruno Alves, aos 48’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Sidcley; Cantillo (Otero, aos 16’/2ºT) e Éderson; Ramiro (Gabriel, aos 33’/2ºT), Araos (Luan, no intervalo) e Léo Natel (Gustavo Silva, aos 16’/2ºT); Jô (Bo

 

BOLA CHEIA

  • HERNANES: Que a torcida gosta do Profeta, não é novidade pra ninguém, afinal, o cara nunca escondeu seu amor pelo clube, sempre foi muito sério e dedicado em campo. Ele recentemente atravessou uma “tempestade” na vida pessoal que acabou afetando diretamente seu trabalho, chegando ao ponto de ele questionar sua utilidade ao clube. A Dragões da Real chegou a fazer uma carta aberta ao Hernanes, apoiando-o no momento difícil. Mas, Profeta é Profeta. Na hora difícil, ele entrou como titular debaixo de sol forte, aguentou 75 minutos em campo, fez um golaço e armou inúmeras jogadas. Obrigado, Profeta.
  • DIEGO COSTA: O moleque chegou pra ficar mesmo. Atua com seriedade, não se intimidou com as ameaças de Jô (que se acha “malandão”) e, quando precisou, saiu tocando a bola com segurança. Abre o olho, Arboleda, ficou feio para você agora. Pode ir lá pular o muro e vestir aquela camisa que você tanto gosta. Diego é titular e, se continuar atuando assim, vai ser titular absoluto.
  • LEO: Dessa vez o Prof. Pardal parece que acertou (alguma invenção dele tinha que dar certo, né…). De fato, o lateral Leo tá jogando um bolão na zaga, faz uma ótima dupla com Diego e Fernando Diniz teve o bom senso de mantê-lo na posição, deslocando Liziero pra lateral. Leo joga com muita firmeza, seriedade, não inventa toquinhos e, quando precisa, sai tocando bem a bola. Bela atuação.
  • BRENNER: Desde que subiu ao elenco profissional, Brenner só marcou 7 gols. Mas 3 desses gols foram justamente contra o Corinthians. O moleque é são-paulino de coração, parece que tem um guia espiritual que abre o caminho do gol quando ele enfrenta o Corinthians. Fez o gol da vitória aos 47’ do segundo tempo. Precisa dizer algo mais?

 

BOLA MURCHA

  • TIAGO VOLPI: Não importa se é Rogério Ceni, Zetti ou Valdir Perez: contra o Corinthians o goleiro não pode tomar um frangão desses. E não importa se o jogo é no patético horário de 11h da manhã (imposição da Sra. G para forçar os torcedores a assinarem seu pay-per-view), com temperatura em 30° e umidade relativa do ar em 30% (metade do mínimo recomendado para a prática esportiva). Nada disso importa. Contra o Corinthians o goleiro não pode tomar um frangão desses e pronto! Volpi tem nossa confiança, é goleiraço, é titular absoluto e intocável. Mas não vai ser poupado de críticas após um frangaço desse quilate contra esses caras. Simples assim.
  • LIZIERO, PAULINHO BOIA e IGOR VINÍCIUS: A gente pede muito que se dê chance para esse trio, pois eles são bons de bola e mereciam uma sequência para engrenar de vez. Eles estão tendo a tal “sequência”, entram como titulares, têm todo tempo do mundo pra mostrar serviço. E o que acontece? Nada. Liziero é fraco no meio e pior ainda na lateral, onde foi improvisado nesta partida; Paulinho Boia continua perdido em campo e parece um graveto: desaba em qualquer dividida; Igor Vinícius errou tantos passes e deu tantos chutes tortos que tinha uma hora que a gente pensava que era de propósito. O trio teve todas as chances e não mostrou serviço. Será que Diniz terá com eles a mesma paciência que tem com o Tchê Tchê Pé-Torto?