Tricolor vence time da Crefisa, ri do tabu e sobe na tabela

 
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 x 2 SÃO PAULO
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data/Hora: 10 de outubro de 2020, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (RS)
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Igor Vinícius (São Paulo); Lucas Esteves e Patrick de Paula (Palmeiras)
GOLS: SÃO PAULO: Reinaldo (aos 10’/2º T, de pênalti) e Vitor Bueno (aos 47’/2º T)
 
PALMEIRAS: Jailson, Marcos Rocha, Felipe Melo, Luan e Lucas Esteves (Danilo, aos 24’/2ºT); Patrick de Paula, Zé Rafael (Ramires, aos 24’/2ºT), Raphael Veiga (Gabriel Veron, aos 14’/2ºT) e Lucas Lima; Wesley (Gustavo Scarpa, aos 14’/2ºT) e Willian (Luiz Adriano, aos 14’/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê (Léo, aos 40’/2ºT), Igor Gomes (Toró, aos 35’/2ºT) e Daniel Alves; Brenner (Pablo, aos 44’/2ºT) e Luciano (Vitor Bueno, aos 35’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.
 
BOLA CHEIA
  • BRUNO ALVES: É só coincidência que a defesa havia virado uma peneira com as invenções do Prof. Pardal e quando ele resolveu ouvir os apelos da torcida o time não tomou mais nenhum gol e ganhou as duas últimas partidas? O fato é que a zaga ficou muito mais consistente com a dupla Bruno Alves e Diego Costa, principalmente nas bolas pelo alto. Não inventa, Prof. Pardal, deixa os dois como titulares que o tempo vai mostrar que suas invenções não valem nada.
  • IGOR VINÍCIUS: Ainda está meio ansioso, às vezes atrapalhado, mas o time ganha muito mais velocidade com ele. Participou ativamente do segundo gol, empenhou-se demais durante o jogo e se souber dosar melhor sua ansiedade, não sai mais do time titular.
  • TIAGO VOLPI: Que goleiraço esse Tiago Volpi! Ele passa o tempo inteiro orientando a defesa e, quando a saída de bola aperta, ele ignora as ordens do Prof. Pardal e dá uma bica na bola. É isso que a gente quer: sem invencionices! Além disso, fez uma defesaça que merecia uma pintura. Coisa de cinema!
 
BOLA MURCHA
  • DANI ALVES: É muito passe errado e muito chute torto para um cara que ganha o que ele ganha. Com o ‘timing’ ruim, ele perdeu muitas bolas por não passar na hora certa e cedeu pelo menos dois contra-ataques ao tentar fazer firula na hora errada. É hora de Dani Alves baixar a bola, ser menos arrogante, aceitar críticas e jogar mais simples. O que a gente menos precisa agora é de um Prof. Pardal 2 na equipe…

(por Demétrio Valente)